Carreiras

10 Segredos para você ter sucesso no seu primeiro emprego

Há muitas surpresas aos recém-graduados sobre o mundo do trabalho, algumas delas agradáveis, como férias remuneradas e outras não muito.

Tentaremos esboçar aqui alguns conselhos aos iniciantes no mundo corporativo, coisas que demoramos a perceber, mas que esperamos entender mais rapidamente.

Segredo #1: O salário que você aceita quando assume o trabalho é o que você precisa para viver?

Quando você assume um cargo numa corporação, já de antemão é discutido os seus ganhos como salario e benefícios.

O que deve-se entender é que por um bom tempo você viverá com esses ganhos, pois a maioria dos empregadores não acha conveniente pedir aumento de salário até que se tenha completado um ano de trabalho.

Segredo #2: Quando os teus erros têm mais relevância.

No seu tempo de estudos cometer erros em provas ou atividades só afetava o seu desempenho e somente você era penalizado, mas quando se trata de erros no trabalho, lembre-se que um pequeno erro pode afetar toda a sua equipe, desde a chefia ao cargo operacional.

Isso pode fazer com que se tenha que ultrapassar horários de trabalho a fim de que sejam corrigidos erros provocados por você e/ou atrasos em cronogramas de entrega de projetos.

Portanto, responsabilidade, atenção, cuidado, entre outros adjetivos, precisam estar enraizados na sua conduta.

Segredo #3: Ser inteligente e ter potencial não é mais suficiente.

 

Em analogia ao seu tempo de escola onde os professores favoreciam os alunos mais inteligentes, enxergando neles grande potencial para um futuro promissor, no mundo dos negócios, reputações e sobretudo carreiras bem-sucedidas são construídas em um trabalho real e, ser inteligente, não vai ajuda-lo se você perder um prazo, não estiver preparado para as reuniões ou ainda não atingir metas estipuladas pelo departamento e pela empresa.

Segredo #4: Você precisará se reorganizar para ter tempo para o lazer e a família.

Não será mais como na escola, onde você tinha suas férias programadas em épocas como Natal, Ano Novo ou feriados prolongados.

Em muitas empresas ou profissões não te dão o luxo de excluir essas datas da agenda, principalmente se suas metas estiverem muito baixas.

Nesses casos, nem tente cogitar a ideia de uma emenda de feriado.

Segredo #5: Suas férias correm risco.

 

As empresas têm suas regras e é sempre bom saber com antecedência se nos seus planos incluem férias com um ano de casa.

Em muitos locais de trabalho não é costume ceder férias ao funcionário no primeiro ano e tem casos que proporcionam somente vinte dias, além de nem sempre você conseguir férias num período que deseja, pois se você é novato, não terá privilégios de escolher e terá que seguir os critérios da corporação.

Mas, se você tem objetivos que incluem ascensão na carreira, os sacrifícios justificarão os resultados.

Segredo #6: Sua atitude realmente importa?

Você pode desempenhar um bom trabalho ser funcional e competente, mas se for hostil, mal-educado, introspectivo, arrogante… será muito difícil você avançar e suas atitudes poderão custar o seu emprego.

Ser educado, bem-humorado, prestativo não é opcional se você quiser evoluir na carreira.

Está gostando do nosso artigo? Espero que sim, porque o nosso objetivo é levar conteúdos notáveis que farão a diferença não só na sua carreira, como na sua vida pessoal.

Ah, não esqueça de cadastrar seu email no campo logo abaixo para receber mais… 

Conteúdo exclusivo e sempre atualizado!

>

Segredo #7: Parecer interessado em reuniões, eventos, lançamentos, não importa o qual chato seja o tema.

Você pode até ver os veteranos checando e-mails, telefonemas e até bocejando durante uma palestra ou uma reunião, mas lembre-se que eles conquistaram esse direito pelo tempo e pela competência já adquirida.

Você como funcionário júnior cochilando ou se distraindo em reuniões irá refletir muito mais de forma negativa em você do que nos mais velhos.

A sua atenção, dedicação e participação são esperadas, não importa a quão sonolenta e desinteressante esteja a reunião.

Segredo #8: Esperar que alguém diga o que fazer não é o caminho.

Você é um dos responsáveis pelo sucesso do seu departamento, portanto deverá tomar iniciativas e procurar sempre melhorar os processos.

Se você ficar esperando que outras pessoas digam o que você deve fazer, como na escola, você vai evoluir nessa proporção e não será suficiente para o seu sucesso profissional em qualquer empresa.

Deve se preocupar em saber quais os seus limites dentro do departamento. Nunca avance o sinal entrando em função de outra pessoa, isso pode soar como uma intromissão e você poderá sofrer rejeição dos colegas de trabalho.

Segredo #9: Sua hora de almoço

O mais comum é uma hora de almoço, na teoria, pois esse horário pode variar de 10 minutos a uma hora, ou talvez nem ter horário de almoço, por isso, é bom esquecer o que lê nos livros ou assiste pela TV, mas vale lembrar que não é uma regra.

Isso dependerá do seu comprometimento e até que ponto quer se sacrificar em prol de um emprego ou carreira.

Esqueça o que você já viu na TV ou lido nos livros.

Em muitos locais de trabalho, 30 minutos é o máximo que você pode tomar para o almoço, e as pessoas muitas vezes nem sequer fazer isso, ao invés, pegam alguma coisa e comem em movimento.

Segredo #10: Seu chefe quer que você chegue ao ponto.

No seu tempo de escola, quando você tinha um problema, uma equação ou mesmo raciocínio lógico, você pesquisava e tinha a oportunidade de destrincha-lo e se aprofundar na resolução desse problema.

Numa corporação onde os gestores estão sem tempo para esses aprofundamentos, eles querem primeiro saber o resultado e depois decidem se deverá aprofundar ou não.

Os gerentes possuem seus cronogramas bastante apertados e preferem conversas olho no olho, pois não costumam ler e se aprofundar muito no problema e tudo que eles querem é que você já traga tudo pronto.

Conclusão – considerações:

Se você quer ter sucesso no mundo corporativo, será necessário que se adapte à realidade do cenário empresarial, que adote uma postura coesa em todas as posições e que seja espontâneo e demonstre o seu interesse pela empresa.

“Aqui fechamos mais um artigo, espero ter-lhe ajudado deixe seu comentário temos muito interesse na sua opinião”.

Quer receber mais conteúdos notáveis?

>

  • Marcus Vinicius

    Parabéns, belíssimo conteúdo.

  • Obrigado pelo comentário, Marcus!